Teresópolis é outro encanto da serra fluminense. Assim como Petrópolis, sua origem remonta à época com império, onde a cidade recebeu o nome em homenagem à imperatriz Teresa Cristina, esposa de D.Pedro II. Um dos grandes diferenciais de Teresópolis é a geografia ímpar, com cadeias montanhosas espetaculares, descortinadas por alguns mirantes existentes na cidade. Cultura à parte, a cidade é uma delícia para escapar da capital por um fim de semana, ou simplesmente relaxar numa tarde de sábado ou domingo.

Logo na estrada a caminho da cidade, observamos algumas paradas estratégicas. Antes de passar pelo pórtico, o point é o principal mirante com vista para as montanhas.

MIrante do Dedo de Deus

O Pico do Dedo de Deus é certamente um dos mais famosos, já que não é em qualquer lugar que encontramos um acidente geográfico lembrando perfeitamente uma mão com um dos dedos levantados, ainda mais contracenando com toda a beleza das cordilheiras situadas entre maciços e a Serra do Mar. Vista mais que incrível!

20130714_120923

Depois de parar no mirante, é possível seguir para o Centro. Um  trenzinho faz o tour pela cidade apresentando as ruas tão organizadas e charmosas. Se estiver de carro, pode dispensar o trenzinho. Não precisa de muito senso de direção porque a cidade é pequena e bem sinalizada. Cidade limpa, Terê é cercada (como não poderia deixar de ser) de muito verde. A cidade em si cresceu muito e vem ganhando um ar cada vez mais urbano. Mas o centrozinho ainda é muito aprazível e mantém o jeitinho turístico de cidade serrana.

Ainda nesta área, a Feirarte expõe uma enorme variedade de roupas, souvenirs, artesanato e quitutes. Nas proximidades, temos os shoppings que são bastante pitorescos e oferecem boas opções gastronômicas se não quiser gastar o dobro/triplo nos aclamados restaurantes da cidade.

 

Saindo desse eixo, mas ainda nas adjacências, temos a Villa St Gallen. Um mini complexo de lojinhas que se estruturam ao redor do restaurante. São 3 ambientes caracterizados nos moldes da cultura alemã. A arquitetura, a gastronomia e o ar turístico conspiram para degustar o menu alemão num ambiente caprichosamente organizado para que se sinta em um vilarejo alemão. As fotos dispensam qualquer tipo de descrição…

Vila Sta Gallen - Teresópolis

Um outro tipo de turismo seria uma visita ao Parque da Serra dos Órgãos. Existe uma sede na cidade por onde é possível visitar o parque. Se a cidade abriga um tesouro geológico, existe sem dúvida uma riqueza florestal inestimável nos arredores e o parque é um dos maiores símbolos, com trilhas para caminhadas, pontos de visitação e toda a beleza da mãe natureza. Entramos de carro e fizemos a trilha suspensa. Nada menos que uma ponte suspensa no meio das árvores \o/ Fomos com crianças e eles percorreram tudo sem problemas. Ou seja, sem grandes dificuldades.

 

O Parque é um passeio mais ecológico. Voltamos à cidade em outra oportunidade apenas para explorar mais o parque. Fizemos um post exclusivo aqui

Também existe um famoso circuito Terê-Fri que sai de Teresópolis em direção à Nova Friburgo. Mas aí já é assunto para outro post.. 😉

Júlia Soares

Júlia Soares

Sou redatora especializada em turismo e lazer. Decidi unir minhas paixões com a minha profissão, o que me trouxe até aqui: um portal completo e dinâmico com as principais cidades para se fazer turismo =)
Júlia Soares
Compartilhe: