SE VOCÊ NÃO PUDER VIAJAR, COMO QUEBRAR A ROTINA NO PERÍODO MAIS TURÍSTICO  DO ANO?

Então Dezembro chegou. Feriados, festas de fim de ano, verão nas alturas e…pronto. Bem-vindo a um dos períodos mais movimentados no mundo do turismo.

Mas e se você não puder arrumar as malas e partir? Já precisou deixar qualquer plano de viagem em stand by? Seja por um job a mais, para economizar ou qualquer outro motivo mais forte?

Bom, na nossa vida, isso é muito, muito, muito comum. Já perdemos muito $$$ cancelando passagens, hotéis, adiando todo um planejamento por imprevistos de todos os tipos.

Mas como fica o espírito de aventura nesses momentos?

Ele fica gritando por uma oportunidade!! E é aí que precisamos ser criativos 😉

post89-blogviagem

 

BEM VINDO AO MUNDO DOS BATE-E-VOLTA!

Por isso, neste blog, trazemos muitos relatos de bate e volta saindo do Rio de Janeiro. Escolhemos uma cidade, saímos cedo, passamos o dia turistando por ela e voltamos o mais tarde possível para nosso “lar, doce lar”.

Mas voltando ao tema “bate e volta no Rio de Janeiro”, acordamos no sábado com aquela calor escaldante carioca. E, não, não queríamos uma das praias mais famosas da zona sul. A verdade é que no verão elas ficam absurdamente cheias e viram palco de arrastões ou outras confusões. Sem falar que estamos com crianças, então precisamos de muita tranquilidade para que um programa como praia do fim de semana não se torne um pesadelo.

Pois bem, então pensamos: “que saudade de Búzios”. Sim, Búzios é um paraíso na Região dos Lagos. Um balneário que esbanja requinte e muitas belezas. Tem ótimas praias, um centro impecável, muitos redutos gastronômicos e, por enquanto, não sentimos aquela intranquilidade em relação à segurança como vivemos na capital fluminense.

Dependendo do trânsito, são quase 4h para chegar no litoral buziano (saindo da capital). Os hotéis estavam lotados, estamos falando da altíssima temporada, o período mais caro do ano e não, não queremos gastar muito. Mas sabe aquele espírito que falei lá em cima? Aquele desejo de entrar nas águas da Praia da Tartaruga falou mais alto. Então, lá fomos nós #PartiuBúzios

 

PRAIA DA TARTARUGA, AÍ VAMOS NÓS!

Não tínhamos hospedagem. Então o roteiro foi o seguinte:

Sair 7h da capital. Chegamos 4 horas depois em Búzios. São em torno de 150km mas estamos no período com mais trânsito do que de costume.  Almoçamos no centro e, depois de caminhar um pouco na Rua das Pedras, seguimos para a Praia da Tartagura. Passamos a tarde lá e, antes de voltar para o Rio, atravessamos a Orla Bardot. Depois das 21h retornamos à estrada e, pouco depois da meia noite, estávamos em casa. Assim, ficou:

Saída do Rio > Chegada no Centro de Búzios > Almoço na Rua das Pedras > Tarde na Praia da Tartaruga > Pôr do Sol na Orla Bardot > Volta para o Rio

post89-blogviagem-orlabardot

post89-blogviagem-por-do-sol-orlabardot-tres-pescadores

 

COMO É A PRAIA DA TARTARUGA?

A Praia da Tartaruga é uma das melhores de Búzios. Faz parte do Parque Estadual da Costa do Sol e contrapõe o mar esverdeado com o entorno dos morros da península.

A Praia tem pontos perfeitos para snorkel, onde é possível avistar corais ainda no rasinho.

Também é comum a prática de SUP, isso sem falar no ponto de aluguel de caiaques.

A praia parece uma piscina na parte oeste, enquanto apresenta mais ondas a leste. Isso porque há uma pequena barreira de pedras num determinado ponto da praia,represando a água do mar.

Por isso, a praia atende a diversos gostos, conta com muitas barracas e fica a uns 10min (de carro) do Centro.

post89-blogviagem-praia-da-tartaruga-04

post89-blogviagem-praia-da-tartaruga-03

 

QUANTO CUSTA UM BATE E VOLTA DESSES?

Bom, não é novidade que a cidade não é barata.

Há algumas opções para amortecer os custos, assim como é bom dar uma visão geral do quanto provavelmente gastará para passar 1 dia assim.

Além do pedágio e combustível, considere estacionamento e alimentação.

 

Estacionamento

O estacionamento na Praia da Tartaruga foi R$ 20,00. Perto da Rua das Pedras, há o estacionamento principal, no valor de R$ 30,00. Não encontramos alternativa na Praia, mas no Centro em si, há diversas ruas paralelas, mais próximas à Av. Bento Ribeiro, onde deixamos o carro sem pagar nada.

Também no final da Orla Bardot, antes da Praia dos Ossos, há algumas ruas nas proximidades, onde deixamos o carro sem pagar nada. A própria Estrada da Usina é uma das principais avenidas que corta a cidade e, deixando o carro perto da pousada Cala D’Or, ficamos a 200 m da Orla Bardot.

 

Alimentação

Há os famosos centros gastronômicos em Búzios, na Orla Bardot, Rua das Pedras e até mesmo Porto da Barra (Manguinhos) São complexos de lojas e restaurantes, com culinárias para todos os gostos, mas com preços normalmente bem altos.

post89-blogviagem-portodabarrat

post89-blogviagem-ruadaspedrast

 

Por outro lado, há restaurantes mais econômicos, até mesmo com pratos executivos, conforme se distancia dos centrozinhos e se aproxima da Av. Bento Ribeiro.

Se quiser comer na praia, as barracas praticam preços de restaurantes, mais inflacionados por se tratar dos melhores pontos turísticos.

Mas no centro de Búzios há uma Americanas Express assim como mini mercados e mercearias onde é possível separar lanches para consumir na praia (como biscoitos e sucos)

 

DICAS EXTRAS

  • As praias de Búzios não tem duchas para banho, nem uma boa infraestrutura no caso de banheiros. Na Tartaruga, há um restaurante que permite o uso do banheiro por R$ 5 para não clientes. No centro – na Praça Santos Dummont – há banheiros públicos. Para tirar aquele sal do mar, levamos realmente garrafas de água na mala
  • Como estávamos com crianças, nosso checklist antes do passeio incluía brinquedos para praia, óculos para mergulho e lanches extras porque sempre sentem fome. Fora isso, cada um tem sua mochila com uma muda extra de roupa para o pós-praia, toalha, protetor, boné, óculos e, acredite, vale um casaquinho leve para o final do dia pois venta bastante, um vento inacreditavelmente frio do final do dia.
  • Leve muita água mineral e uma garrafinha para ser abastecida ao longo do dia. Apesar de parecer uma dica óbvia, é fundamental para equilibrar o calor. No nosso caso, levamos 8 garrafas de 1,5L. A água mineral que compramos a R$ 1,20 no mercado não sai por menos de R$ 3,00 por lá. Apesar de ser numericamente uma difrença pequena, fato é que são 250% mais caro por algo simples e fundamental.

 

DECIDI DORMIR, ONDE FICAR?

Quando se chega em Búzios, é absurdamente tentador dormir lá. Então, como dica extra, leve uma muda extra e necessarie de produtos para higiene pessoal caso decida/encontre alguma pousada que fure sua ideia inicial de um bate-e-volta e se torne de fato uma pequena viagem.

Para dormir, gostamos muito do Buzios Internacional, que é um conjunto de flats, com piscina e estacionamento, bem próximo à Rua das Pedras.

Já passamos muitos feriados em Búzios, então vamos tomar a liberdade de relacionar aqui alguns locais onde tivemos uma boa experiência. Algumas desapontaram, mas não vamos falar sobre elas aqui.

Pousada em Búzios no Centro

Pousada El Parador

Búzios Centro Hotel (antiga Mon Amour)

Pousada Santa Fé ( na época, tínhamos ficado numa casa, anexo da pousada)

Pousada em João Fernandes

Pousada San Francisco

Pousada na Orla Bardot

Há um conjunto de apartamentos no final da Orla, que é o Condominio Ivone R. Este não está no Booking (do qual somos afiliados) conforme os links acima. Já passamos um ano novo na cidade ao reservar quartos desse conjunto porque os preços eram bem mais acessíveis. Não encontrei o site deles, mas há alguns reviews no tripadvisor.

Os dados de lá são: Ivone R
Travessa sant’anna, 32 – Armação
Tel: (22) 2623-1495

dica-hospedagem-paraty

 

GOSTOU DE BÚZIOS E QUER VOLTAR?

Então, sugerimos a época do meio do ano, quando acontece o Festival Gastronômico de Inverno. Fizemos um post sobre lá aqui no blog. Para conferir, clique aqui

Júlia Soares

Júlia Soares

Sou redatora especializada em turismo e lazer. Decidi unir minhas paixões com a minha profissão, o que me trouxe até aqui: um portal completo e dinâmico com as principais cidades para se fazer turismo =)
Júlia Soares
Compartilhe: