Teresópolis ou Nova Friburgo? Bom, que tal juntar o melhor de ambas cidades num circuito mais do que charmoso na região serrana do Rio?

Seja num bate e volta saindo da capital, ou para pernoitar na serra fluminense, esta é uma daquelas opções imperdíveis para quem gosta de turistar.

Uma estrada com pouco menos de 70km faz a ligação entre esses 2 pólos, reunindo pousadas, restaurantes e pontos turísticos diversos.

Mapa extraído de http://www.terefri.com.br/
obtido também no Centro de Informação Turística

Começar em Teresópolis ou em Friburgo?

Teresópolis é aquela cidade eternizada pelo Pico do Dedo de Deus. Quem começa no mirante da Vista Soberba já se depara com um visual incrível, continuando o percurso atravessando a simpática cidade, passando pela feirinha de artesanato até comer ali no shopping do Centro ou na Vila St Gallen (um centro temático de lojas e gastronomia remetendo à colonização alemã).

Friburgo é uma região bem mais ampla, com diversos outros distritos como Mury, Lumiar e São Pedro da Serra, isso sem falar no Pico da Caledônia, do Centro e tantos outros circuitos que exploram diversas vocações regionais. Uma delas é o pólo têxtil, em especial de moda íntima, que atrai compradores de todas as regiões para revenda dos produtos.

Fato é que você pode deixar um fim de semana para curtir cada uma das cidades. Agora se o objetivo é o circuito Terê-Fri em si, ainda mais se tiver apenas uma tarde para isso, reserve o dia para visitar cada uma das atrações, resistindo à curiosidade de explorar as cidades fora do circuito.

Começamos em Friburgo em vez de Terê porque o retorno ao Rio por Teresópolis é mais rápido e tranquilo.

Saímos por volta das 8h e voltamos às 20h.

 

Nova Friburgo

A estrada rumo à Friburgo é ótima, muito bem sinalizada, emoldurada por lindos cenários campestres. A região também é forte produtora agrícola, o que justifica tantas plantações ao longo do caminho. Junto a isso, são diversas fazendas, chácaras e sítios.

Ao entrar em Friburgo, basta seguir em direção ao Centro. O Waze funcionou muito bem, mas as placas também sinalizam a direção e não é complicado.

Assim que adentrar o circuito, fique atento pois o Jardim do Nego é uma das 1as atrações.

 

Jardim do Nêgo

Geraldo Simplício é o artista que esculpiu diversas esculturas no próprio barranco, provocando o acabamento em musgo que tornam cada uma das esculturas em algo único. Também conhecido como Nêgo, ele marca presença e fica à disposição para quem deseja conversar mais sobre os eu trabalho. Uma pessoa muito simpática e solícita, que poderá agregar muito ao passeio.

As fotos falam por si, são obras realmente incríveis, fruto de muito talento e dedicação. O lugar em sim é muito agradável e, bem na frente do Jardim do Nêgo e Museu, fica localizada uma cafeteria para quem desejar apreciar mais o local.

O ingresso custou R$ 20,00 e crianças até 12 anos não pagam. O acesso é tranquilo, mas a sinalização é bem escondida, então a dica é realmente ficar atento.

 

Apiário Amigos da Terra

Próxima atração do circuito que merece a visita é o Apiário Amigos da Terra. O local é muito charmoso, oferece opção de visita guiada para conhecer um pouco mais sobre o mundo das abelhas, toda a inteligencia por trás das colmeias e benefícios do mel.

Além da lojinha com diversos produtos e souvenirs relacionados, há opção de lanchonete, o Museu do Mel e o Jardim com Parque/brinquedos ecológicos para crianças, cercado pelo encanto típico do paisagismo oriental.

 

Casa Suíça

Reduto de história da colonização suíça, é na Casa Suíça que se encontra um acervo histórico sobre a formação sócio-cultural  da região a partir dos suíços.

Bem ao lado, há um espaço integrado que reúne a Chocolateria, Queijaria, Arte e Artesanato, ao redor de uma praça com monumento a um dos colonizadores suíços.

 

FRIALP – Queijaria e Chocolateria de Nova Friburgo

O entorno da Casa Suíça traz atrações correlatas que imprimem o verdadeiro ar suíço à região.

Há visitas guiadas, um restaurante típico, delicatessen e cafeteria. Há quem aproveite o espaço ao ar livre da praça para curtir um piquenique, especialmente nos dias ensolarados.

Queijaria, chocolateria, cervejaria artesanal, centro de artesanato e Lojas do Porquinho formam um centro de cultura e comércio para aproveitar a parada.

 

Encanto & Artesanato

 

Cachoeira dos Frades

Na RJ-130 Km 20, Teresópolis. Ou seja, mais no final do circuito para quem segue em direção a Terê, fique atento para as placas indicando a cachoeira. Nesse sentido, ela fica ao lado esquerdo.

Para chegar na Cachoeira dos Frades, adentra-se um estrada de terra de 6 km.

São 2 quedas d´água, formando piscinas naturais, perfeitas para um mergulho no dia de sol.

 

Teresópolis

Na outra ponta do circuito, ou seja, em Teresópolis, há muitas atrações interessantes. Como já havia entardecido e partíamos de volta para o RJ, retornamos à rodovia e, em menos de 2h, já estávamos em casa.

Porém vale a pena dedicar um dia apenas para explorar as cidades. Há, ainda, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos, com sedes em Teresópolis, Petrópolis e Guapimirim.

Continue a leitura nesses posts 😉

Teresópolis

Parque Nacional da Serra dos Órgãos em Teresópolis

Um dia no Parque Nacional da Serra dos Órgãos – Sede Petrópolis

Turistando em Nova Friburgo

Circuito Lumiar e São Pedro da Serra

Qual a melhor atração do Circuito Terê-Fri?

Ah sim, e respondendo à pergunta que iniciou o post: qual a melhor atração?

A resposta depende do seu estilo, claro.

Se você curte natureza, a Cachoeira dos Frades é a melhor atração. Lembrando que há o Parque Nacional nas proximidades, tornando-se até mesmo mais interessante do que outras opções deste circuito para quem prefere trilhas.

Se você está com crianças, o Apiário tem um espaço e até mesmo uma mascote – a abelha Belinha – que se comunica super bem com o público infantil.

Se você curte artesanato ou é uma dessas pessoas chocólatras – como eu – com certeza gostará muito da Casa Suíça e arredores.

Se você gosta de arte e museu, encontrará certamente um diferencial no Jardim do Nêgo.

Agora se você gosta do turismo nas suas mais diferentes faces, precisa mesmo é visitar cada uma das atrações e curtir todas as experiências possíveis, extraindo o melhor de cada uma delas para si.

A estrada, o clima, as vocações regionais, as belezas naturais e as diferentes opções de lazer fazem do Circuito Terê-Fri uma ótima opção de turismo na região serrana do Rj.

Camila Sales

Camila Sales

Redatora apaixonada por viagens e turismo. O que me deixa mais feliz que viajar e escrever? Ler os comentários no final do post =)
Camila Sales

Últimos posts por Camila Sales (exibir todos)

Compartilhe: